quarta-feira, 20 de julho de 2011

Como Ser Cosplay do Zero Kiryuu de Vampire Knight

Garotos que querem ser cosplayers do Zero Kiryuu de Vampire Knight, aqui virão dicas para vocês:
Kiryuu nasceu em uma família de Caçadores de Vampiros(Vampire Hunters) e tinha um irmão gêmeo que tinha uma saúde muito frágil, chamado Ichiru.Ele e seu irmão eram muito apegados um ao outro e estavam sendo treinados por Yagari Touga para se tornarem Caçadores como os pais. Porém, quando os gêmeos tinham 11 anos, seus pais recebem a missão de matar um Vampiro ex-humano, sem saberem que ele era o amante de Shizuka Hiou, uma Vampira Sangue-Puro temperamental. Ávida por vingança, Shizuka mata o casal Kiryuu, mas não antes de morder Zero, transformando-o em um Vampiro ex-humano.Antes de ir embora, a Sangue-Puro leva consigo Ichiru.Zero, que até pouco tempo acreditava que nem todos os Vampiros eram maus, deis dessa noite passou a odiar todos os Vampiros, principalmente os Sangue-Puros.

TECIDO
• O uniforme do Zero é escuro por ele estudar de dia.
O tecido usado é o mesmo do cosplay da Yuuki: Oxford, empregado comumente em roupas sociais.
Mas há outros tecidos, mesmo sendo um pouco mais caros, que dão mais certo com Cosplay. Tais como: Crepe (O tecido é liso e altamente moldável e vem em diferentes pesos e graus de pureza, um pouco mais resistente que o Oxford), Brim (um tecido mais resistente que os citados, mais difícil de sujar, utilizado na confecção de peças de vestuário [calças, bermudas, jaquetas, uniformes]) e Lycra (conhecido também como elastano ou spandex, trata-se de uma fibra extremamente elástica, além de durável e resistente).
As listras brancas do uniforme também são feitas de tecido. Procure não usar um muito transparente.

PEÇAS
• O uniforme é composto algumas peças: a camisa, a gravata, o blazer (que possui uma faixa que indica ser Guardião do Colégio), uma espécie de colete (esse fica por cima da camisa) e a calça. Tem também o sapato, peruca e a Bloody Rose.
BOTÕES

• Assim como no uniforme da Yuuki, o uniforme do Zero possui dois tipos de botões: em formato de espinho e em formato de flor;

Os de formato de espinho são colocados em cada ponta das listras brancas (é preciso ver a roupa para saber onde), e os de formato de flor são colocados no pulso e na cintura (é preciso ver a roupa também, para colocar no lugar exato).
São feitos de alumínio. Pode fazer de latinhas de refrigerante, mas é preciso muito cuidado para não se ferir e muita paciência para acertar o tamanho e a forma, mas é mais fácil comprar.

ACESSÓRIOS

• Tatuagem: Pode ser feita ou cortando o desenho no tamanho em vinyl preto (e limpar bem e secar antes de aplicar) ou fazer um molde em papel, que pode ser usado pra traçar com caneta depois no pescoço, e então pintar por cima.

• Bloody Rose: Nyanko Shop.
• Colar: Mercado Livre. No mercado livre o colar é diferente, mas também é bonito e pode ocupar o lugar do ‘verdadeiro’. O ‘verdadeiro’ também está à venda, basta pesquisar um pouco.
Esse é o colar que tem no Mercado Livre:

Mas o original seria:

• Peruca: Nyanko Shop.
Bem Minna... Era só isso! Espero que eu tenha ajudado bastante na produção do seu cosplay. Dúvidas? Mande por comentário =D

quarta-feira, 13 de julho de 2011

13/07, Dia mundial do Rock 'N Roll

História do Rock:
"Tudo começou lá nos anos 50 quando um bando de tiozinhos resolveu misturar jazz, country e blues porque só esses três ainda não eram o suficiente para apagar todo fogo hormonal causado pela repressão da sociedade da época.
Acabaram por criar algo que tomou conta do mundo como uma epidemia criando estilos, tendências, ideologias e, antes de mais nada, distribuindo sorrisos a todos que se deixavam contaminar por aquele ritmo que contagiava corpos e almas.
Associado ao demônio por uma sociedade conservadora que não se permitia um pouco de diversão e sacanagem vivendo sempre dentro dos padrões cristãos de moral e cívica, o rock tem uma inquestionável ligação com o sexo, afinal durante anos era coisa daquela juventude dita transviada com os nervos à flor da pele e sedenta para detonar com todo e qualquer tipo de padrão e, assim, essa maninfestação artística vinha bem a calhar como estandarte do sentimento de querer fazer diferente, fazer o novo, ser livre pra fazer o que quiser.
O rock veio pra revolucionar e como toda causa teve seus mártires. Poderia citar inúmeros nomes de guerreiros que, encorporando as fileiras do rock, tiveram suas vidas sacrificadas pelo trinômio sexo, drogas e rock n roll, mas ainda mais importante que os agentes desta é a própria revolução. Ele veio pra nos fazer dançar, gritar, amar e por que não descabelar-se?
Como um exoesqueleto, o rock permite que espantemos todos nossos demônios interiores sem maiores preocupações com as conseqüências disso e assim sermos mais felizes. Intimamente ligado à adrenalina, ele sempre esteve associado a estados de excitação, pois é impossível ouvir um bom rock n’ roll sem ficar batendo o pé no chão, ainda que discretamente. Não há quem fique indiferente ao ouvir a batida do dois por dois.
Tal qual um vírus foi sofrendo mutações ao longo do tempo. Inúmeras vertentes surgiram depois que guitarra, baixo e bateria se consolidaram como as chaves do portal do espírito humano. A imagem do cabeludo roqueiro surge com força nos anos 60, época onde o rock definitivamente se popularizou associado a movimentos anti-guerra e ao consumo de drogas, o que não contribuiu muito pra melhorar a imagem com o pessoal mais conservador. E quem tá preocupado com isso?
Hoje ele já é bem aceito nas altas rodas da sociedade, visto que ao longo do tempo tornou-se um produto de mídia rentável como poucos e que tornou o que antes eram cabeludos marginais nos genros que toda mãe queria ter, ou quase toda.
Impressionante a capacidade que o rock tem de agradar a todos: gregos, troianos, americanos, ingleses, brancos, negros, amarelos, homens, mulheres, velhos e crianças, e a verdade incontestável é que ele veio pra ficar e jamais morrerá.

No Brasil, quando da ditadura, tínhamos música de altíssima qualidade comprometida em subverter a ordem repressora dos militares, e esse conflito provocou efervescência cultural como nunca vista antes no país.

Hoje, com seu espaço devidamente conquistado e inabalável, é a fonte a da eterna jovialidade. Quem ouve rock todo dia vive mais alegre, mais jovem. 13 de Julho é dia mundial do rock e nada mais justo que comemorarmos este estilo e a memória de todos que por ele viveram e deram suas vidas. Afaste os móveis da sala, chame os amigos e aumente o volume pois domingo é dia de rock n’ roll!"
Ouça o Rock (Aqui 100 bandas:)
Guns N' Roses
Kiss
The Who
Van Halen
Nirvana
Metallica
AC/DC
Jimi Hendrix Experience
Black Sabbath
Led Zeppelin
Quiet Riot
Bad Brains
Mountain
Primus
Meat Loaf
Fugazi
Yes
Lenny Kravitz
Black Crowes
Danzog/Misfits
Rainbow
Lita Ford
Tool
King Crimson
Foreigner
Whitesnake
UFO
King's X
Queensryche
Pixies
Green Day
Ratt
Marylin Manson
Hole
Bon Jovi
Spinal Tap
Pat Banatar
Twisted Sister
Foo Fighters
Lynyrd Skynyrd
Living Colour
Megadeth
Hüsker Dü
Rolling Stones
Joan Jett & the Blackhearts
The Cult
Steppenwolf
Boston
Ministry
Jethro Tull
NewYork Dolls
Bad Company
Anthrax
Heart
White Zombie
Blue Öyster Cult
Sonic Youth
Korn
Faith No More
Thin Lizzy
Slayer
Smashing Pumpkins
Janis Joplin
Rollins Band/Black Flag (Henry Rollins)
Scorpions
Pantera
ZZ Top
Nine Inch Nails
Kinks
Ted Nugent
Stone Temple Pilots
Neil Young
MC5
Yardbirds
Frank Zappa
Jane's Addiction
Rage Against The Machine
Doors
Def Leppard
Red Hot Chili Peppers
Mötley Crüe
Rush
Iggy Pop/Stooges
Motörhead
Cheap Trick
Iron Maiden
Judas Priest
Deep Purple
Pearl Jam
Alice Cooper
The Clash
Ozzy Osbourne
Ramones
Cream
Pink Floyd
Sound Garden
Queen
Sex Pistols
Aerosmith
Vista o Rock:
Roupa mais comum: jaqueta de couro.
Girls
Mens
Sandálias e botas:
Girls
Mens
Toque o Rock:
Jogue o Rock:
Faça cosplay e assista o rock:
Black Rock Shooter
Vocaloid
K-ON!
Soletre o Rock:

R – O – C – K
Saiba o significado de rock no minidicionário Aurélio:

Roque sm. V. rock
Rock no Wikipédia:
É um termo abrangente que define o gênero musical popular que se desenvolveu durante e após a década de 1950. Suas raízes se encontram no rock and roll e no rockabilly que emergiu e se definiu nos Estados Unidos da América no final dos anos quarenta e início dos cinquenta, que evoluiu do blues, da música country e do rhythm and blues, entre outras influências musicais que ainda incluem o folk, o jazz e a música clássica. Todas estas influências combinadas em uma simples estrutura musical baseada no blues que era"rápida, dançável e pegajosa".
Tipos de Rock:
Rockabilly, Rock progressivo, Psicodelismo, Blues Rock, Hard Rock, Punk Rock, Heavy Metal, Thrash Metal, Death Metal, Black Metal, Gothic Metal, Doom Metal, Gothic Rock, New Metal, Hardcore, Grindcore, EMO core (fala sério né), Power Metal, Heavy Tradicional, Prog Metal, Country Rock, Rock Alternativo, Grunge, Metal Melódico, Pop Rock, Pop Punk, Thrash/core, Speed Metal, Mosh, Viking Metal, Folk Metal, Splatter, White Metal, Grunge, Rock ‘n Roll Clássico, Indie Rock.
Orkut:
1000 comunidades que possuem a palavra “rock”.
E sabe-se lá mais o quê é baseado no Rock ‘N Roll.
Hehe’
Bem, era “só” isso, galera!
FELIZ DIA DO ROCK!

sábado, 9 de julho de 2011

Ave Maria ~ Balduzzi/Casucci

Achei uma música pela web a fora, gostei, quis saber tocar, mas não tinha cifra nem tablatura! Então, como estava eu querendo muito saber tocar, fui tirar de "ouvindo" a música no violão.
Até agora só peguei a introduçãozinha, mas com o tempo vou tirar os acordes e postarei aqui pra ficar completo.
Ave Maria
Balduzzi/Casucci
e|-------------------------------------------------------------------------
B|--------------7----------------------------7--7-------------------------
G|--9/11---9-----9---6---7----6----7-----------6--7--9----------------
D|----------------------------9----9--------------------------------------
A|-------------------------------------------------------------------------
E|-------------------------------------------------------------------------

e|-------------------------------------------------------------------------
B|--------7---8---10---10-------------7---10/12---12---10/12---10--
G|--7/9--------------------6---7---9------------------------------------
D|-------------------------------------------------------------------------
A|-------------------------------------------------------------------------
E|-------------------------------------------------------------------------

Ave Maria, Ave.
Ave Maria, Ave.
Donna dell’attesa e madre di speranza
Ora pro nobis.
Donna del sorriso e madre del silenzio
Ora pro nobis.
Donna di frontiera e madre dell’ardore
Ora pro nobis.
Donna del riposo e madre del sentiero
Ora pro nobis.
Ave Maria, Ave.
Ave Maria, Ave.
Donna del deserto e madre del respiro
Ora pro nobis.
Donna della sera e madre del ricordo
Ora pro nobis.
Donna del presente e madre del ritorno
Ora pro nobis.
Donna della terra e madre dell’amore
Ora pro nobis.
Ave Maria, Ave.
Ave Maria, Ave.